Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Explorando a qualidade gráfica

Sem dúvida, se existe algo que a Ubisoft não erra em seus jogos é a ambientação. Podemos dizer, portanto, que criar jogos com uma belíssima direção de arte e um ambiente bem construído é o ponto forte da empresa. Por sua vez, o jogo Assassin’s Creed Mirage não foge a essa métrica, trazendo uma Bagdá extremamente detalhada e com visuais de tirar o fôlego. Além disso, temos belas construções com uma qualidade excelente de polimento, em conjunto com a belíssima flora e fauna local. Todo esse cenário ganha vida graças à boa utilização da Ubisoft Anvil Engine.

Modo qualidade nos consoles

Tanto o Xbox Series X quanto o Xbox Series S oferecem dois modos gráficos, sendo eles um modo focado em qualidade e outro focado em maior desempenho. Primeiramente, falando sobre o Xbox Series S, o jogo entrega um belíssimo modo qualidade aqui. Com uma resolução nativa de 1440p e uma taxa de quadros de 30FPS, neste modo realmente entregaram um polimento gráfico excelente no console em todos os aspectos. As texturas estão em um padrão elevado, assim como outros filtros que tornam o jogo mais bonito, como o anti-serrilhado. Além disso, a iluminação é brilhante mesmo no console mais modesto, dando ao jogo um bom volume, em conjunto com as sombras, e ajudando ainda mais a ambientação a parecer incrível. Por sua vez, o Xbox Series X entrega com o mesmo primor gráfico anteriormente citado um 4K nativo, também em uma taxa de quadros de 30FPS. Nenhum dos dois utiliza ray-tracing nos reflexos, que na verdade são bem simples nesse jogo. 

Assassins creed mirage
Assassin’s Creed Mirage/Xbox Originals

Modo desempenho nos consoles

No modo desempenho, por sua vez, existe uma diferença considerável entre os dois consoles. O Xbox Series S perde muita qualidade para elevar a taxa de quadros, derrubando a resolução para 1080p, rodando de maneira dinâmica. Durante a a gameplay, é possível notar vários momentos de queda na resolução, que em alguns locais se aproximavam de algo em torno de 900p. As texturas, de forma geral, também são bastante afetadas, atingindo aqui um padrão médio de qualidade, bem diferente do belíssimo padrão atingido no modo qualidade. O Xbox Series X, entretanto, não sofre tanto assim para elevar a taxa de quadros; os padrões de textura têm uma leve queda e a resolução cai para cerca de 1440p. No geral, é um modo balanceado, e os 60 quadros por segundo são entregues em ambos os consoles, mas com o seu preço.

Assassins creed mirage
Assassin’s Creed Mirage/Xbox Originals

Aspectos gerais de desempenho

Por último, não poderíamos deixar de citar os aspectos gerais de desempenho do jogo. Existem pontos curiosos a serem abordados aqui. Primeiramente, você notará diferenças nas cutscenes dependendo do modo gráfico que escolheu. Sinceramente, o motivo real disso não fica evidente, mas as cenas parecem ser renderizadas em tempo real no jogo. As expressões faciais estão boas, porém a sincronia dos lábios com a fala é bem imprecisa, mesmo utilizando a opção de dublagem em inglês. 

Além disso, um dos pontos técnicos de maior destaque do jogo são as telas de carregamento, praticamente inexistentes aqui. Após um loading inicial bem rápido, o jogador não é mais interrompido ao entrar em construções e transitar entre regiões, o que é um grande mérito para um jogo com uma escala de mapa consideravelmente grande.

Assassin’s Creed Mirage/Xbox Originals

Confira a análise de Assassin’s Creed Mirage:

Nós fizemos também uma análise do jogo, onde jogamos mais de 25 horas nos últimos dias e falamos sobre os principais pontos dele.

Assassin’s Creed Mirage foi cedido gentilmente pela Ubisoft para esta análise.

Deixe um comentário

Sign Up to Our Newsletter

Ritatis et quasi architecto beat

[yikes-mailchimp form="1"]
This Pop-up Is Included in the Theme
Best Choice for Creatives
Purchase Now